A agropecuária brasileira sempre gostou  de grandes espaços e não estava habituada à prática intensiva, principalmente na criação de gado bovino. Isso mudou com o aumento sensível de pecuaristas donos de pequenas propriedades rurais e que, por falta de pasto ou por opção, resolveram investir pesado na criação de gado confinado.

É possível confinar gado leiteiro em relativamente pequeno  número de reses e ainda assim produzir aproximadamente mil litros de leite por dia. , ele quer confinar vacas leiteiras ajustando a produção média para mil litros por dia. Ao contrário do gado de corte, o leiteiro é uma cultura rentável e é perfeitamente possível e economicamente viável o confino do gado em pequenos espaços.

Há um segredo pra isso, é claro. Para gastar com silagem, milho e  ração, o gado tem que ser bom de leite e gerar pelo menos de 25 a 26 litros de leite por dia e por cabeça. Menos que isso fica caro para o produtor.

Uma outra opção é a soja, segue abaixo um texto com mais explicações sobre o assunto:

O custo da produção também pode cair. Sabendo comprar o saco da ração pode cair pela metade. De R$ 0,50 o quilo,  é possível pagar bem menos: R$ 0,30. Fazendo silagem do próprio milho, então, o custo benefício é ainda melhor e nessa hora é que o pequeno pecuarista começa a ver dinheiro de verdade.

As melhores raças leiteiras com bom retorno no confinamento são a Girolando e a Holandesa: todas elas cumprem com a tradição e dão facilmente mais de vinte litros de leite por dia. Pra isso, é necessário caprichar na logística e infraestrutura do confinamento. Tem que ter barracão de compostagem, estábulo e pista de trato coberta. O gado confinado tem que estar tranquilo, fresco, ser bem tradado. Assim, com 40 vacas se alcança mil  litros de leite por dia.

A nutrição do animal deve ser balanceada e o silo pode ser de trincheira, barato e rápido e facilita o trabalho de ensacar grãos. O bicho come! Uma vaca consome em média cem quilos de milho por mês.

Gostou desse texto? Continue seguindo nosso blog , estamos sempre postando textos interessantes sobre o mundo do agronegócio…

 

 

.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.