Você sabe o que são commodities agrícolas? Você já deve ter ouvido várias vezes que o Brasil é um dos maiores exportadores de commodities agrícolas do mundo, mas como o agronegócio brasileiro se tornou tão forte e o que isso significa?

Primeiramente, o clima e a localização favoráveis são essenciais para o sucesso da nossa agricultura e pecuária. A esses fatores se alia a incorporação crescente da tecnologia, o que melhorou significativamente a produtividade como um todo.

COMMODITIES AGRÍCOLAS, o que são?

O termo commodity vem da língua inglesa e sua tradução literal para o português é: mercadoria. Entretanto, quando se trata de comércio internacional — que é basicamente a troca de bens e serviços entre diferentes países —, o termo abrange todos os produtos que são ofertados no mercado sem qualquer tipo de diferenciação significativa.

Ou seja: uma commodity que está sendo negociada no mercado europeu não será diferente do mesmo tipo de commodity que está sendo negociada no mercado sul-americano, já que a localização na qual ela é produzida não afetará de forma significativa o resultado final do produto por possuírem características semelhantes.

É preciso ressaltar que existem diferentes variedades de commodities: nem todas são agrícolas. Algumas são produtos comercializados que possuem características homogêneas, ou seja, produtos uniformes.

Como alguns exemplos de commodities não-agrícolas temos o petróleo, o ouro e o minério de ferro, que são commodities minerais. Esses produtos têm uma característica em comum com os agrícolas: eles não passam por processos de industrialização.

Além das commodities agrícolas e das minerais, existem as commodities financeiras, como os títulos públicos do governo federal, o real, o dólar, o euro e a libra, e as commodities ambientais, como a água, a madeira e os créditos de carbono.

Clique aqui para conferir as commodities agrícolas mais comercializadas no mundo.

O que faz um produto ser uma commodity agrícola?

Nesse sentido, as commodities agrícolas são aqueles artigos primários e homogêneos advindos das lavouras. Entretanto, não são todos produtos advindos do campo que são denominados commodities.

Para um produto ser considerado uma commodity agrícola ele tem de ser comercializado nas bolsas de valores e de mercadorias em todo o mundo, por meio da compra e venda de ações e, para que isso ocorra, deve ser um bem de alto valor comercial e/ou estratégico.

Como exemplo, pode-se citar a soja: cultivada e vendida como grão, sendo assim, um produto homogêneo, que possui alto valor no mercado internacional e que passou a ter certa importância estratégica para o Brasil, uma vez que é um dos principais produtos exportados pelo país e, dessa forma, é um dos principais responsáveis pelo crescimento da economia nacional.

Outra característica das commodities é de terem seu preço definido pelo mercado internacional. Ou seja, as bolsas de valores e de mercadorias que determinam o quanto valem as commodities, baseando-se na oferta e demanda das ações destes produtos homogêneos — dessa maneira, quanto maior é a oferta de ações das commodities, menor é o seu preço, ou mesmo inversamente, quanto maior é a demandapor essas ações, maior é o seu preço.

A importância econômica das commodities agrícolas

Assim como o Brasil, muitos países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento dependem da exportação de produtos primários para impulsionar suas economias.

Sendo assim, as commodities, muitas vezes, são as responsáveis por garantir um superávit na balança comercial, ou seja, assegurar que o país receba mais dinheiro com as exportações do que gasta com as importações.

Uma prova da potência da agricultura brasileira na economia das últimas décadas é o fato de que, nos últimos 50 anos, o país deixou de ser um importador de alimentos para se tornar um dos mais importantes produtores e exportadores mundiais.

Segundo dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a produção agrícola nacional ultrapassa 400 itens. Atualmente, o Brasil é o maior exportador mundial de açúcar, café e suco de laranja, assim como de carnes bovina, suína e de aves. Além disso, é o 2º maior exportador de soja e milho, que são commodities de grande valor no mercado mundial.

Além disso, no nosso país, as commodities têm um peso maior por estarem associadas ao agronegócio – segmento da economia brasileira que contempla diversas atividades produtivas associadas à agricultura e pecuária, com alta utilização de tecnologia a fim de aumentar a sua produtividade. É interessante destacar que, de acordo com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), atualmente o agronegócio é responsável por cerca de metade das exportações brasileiras.

Então, ficou claro o que são commodities? Se tiver ainda alguma dúvida, não tenha receio, comente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.