O 9º Congresso Brasileiro de Soja (CBSoja 2022) e Mercosoja 2022 terminou ontem, dia 19 de Maio e teve com uma dos principais assuntos a importação de fertilizantes e insumos. Estavam presentes mais de 1.800 participantes de todas as regiões do Brasil, da Argentina e do Paraguai, além de outros países da América do Sul. O principal ativo do agronegócio brasileiro e do Mercosul foi amplamente debatido no maior fórum técnico científico da cadeia produtiva do segmento.

Foram discutido também  as ações que estão sendo executadas no Plano Nacional de Fertilizantes e as garantias de abastecimento para os próximos ciclos. Para o coordenador-geral de Estudos Sociais e Econômicos da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, José Carlos Polidoro, os riscos de falta do insumo estão diminuindo cada vez mais, como resultado da chamada diplomacia dos fertilizantes”.

“Isso está nos fazendo ter garantias de contratos, quando nosso governo e nossos empresários vão aos grandes produtores de fertilizantes que não eram nossos fornecedores principais, como a Jordânia, que é uma produtora de potássio importante. E ela dobrou a intenção de oferta de potássio para o Brasil, de 600 mil toneladas para 1 milhão”, afirma.

Quanto às estratégias para redução da dependência do país na importação de fertilizantes, o coordenador garantiu que as metas estão saindo do papel. Ele cita as fábricas da Petrobras em Sergipe e na Bahia, “hibernadas” em 2018, e que agora voltaram a funcionar com a Unigel Agro. Também lista a unidade de Três Lagoas (MS), que deve produzir nitrogenados em nova rodada de investimentos da Petrobras.

Gostou de saber das últimas novidades sobre importação de fertilizantes e insumos? COntinue seguindo nosso site, estamos sempre mantendo nossos parceiros informados!

fonte: https://www.canalrural.com.br/noticias/agricultura/importacao-de-fertilizantes-e-insumos-e-tema-do-ultimo-dia-do-congresso-nacional-de-soja/

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.