A agricultura é uma ciência e toda ciência possui seus conceitos, alguns deles melindrosos, delicados e intrincados. Cuidado, por exemplo, com os conceitos de plantio consorciado e rotação de culturas. São ambas técnicas agrícolas que acoplam e conectam o plantio de diferentes tipos de plantas, mas as semelhanças param aí.

Hoje vamos falar um pouco mais sobre o que é um plantio consorciado…Siga com a leitura e entenda mais do assunto:

Plantio Consorciado

No plantio consorciado, uma forma inteligente de aumento de renda do produtor rural, há uma interação biológica na plantação sistêmica  e rotineira  de duas ou mais espécies diferentes de vegetais, cultivadas em conjunto e concomitantemente. Isso é, ao mesmo tempo. No consórcio de plantas o plantio de duas ou mais espécies ocorre na mesma área e ao mesmo tempo, o que vai propiciar uma produção ininterrupta de hortaliças, grãos  e frutas de maneira incessante, com evidentes vantagens ambientais e econômicas.
Já na rotação de culturas, também ela uma importante técnica agrícola, há alternância planejada de diferentes espécies de vegetais, plantados em uma mesma área mas de maneira alternada e sucessiva, e não concomitante. Na rotação de culturas, o produtor rural também obterá produtividade e lucro o ano inteiro, com a vantagem de que o plantio subsequente amenizará o desgaste do solo decorrente do plantio antecedente.
Em ambas as técnicas há desvantagem, sobretudo no plantio consorciado. Como a exploração agrícola é concomitante com duas ou mais culturas, a mecanização da colheita apresentará enormes dificuldades porque deverá focar em distintos produtos que, por falar nisso, concorrerão entre si por água, luz e nutrientes.

Mas pensemos antes, e principalmente, nas inúmeras vantagens do plantio consorciado: ela otimiza os recursos ambientais catolizando-os para plantas com distintos ciclos de crescimento criando efeitos aleopáticos importantes para o desenvolvimento da planta e para a proteção do ecossistema.

E se você nunca ouviu falar em aleopatia, a Gran Milho explica : os vegetais liberam substâncias no ambiente e estes compostos químicos vão integrar a biosfera, afetando a liberação de gás carbônico, a fotossíntese e a nutrição mineral do solo – é isto que a aleopatia estuda, e é isto que é otimizado com o plantio consorciado.
Mas não é só o meio ambiente que agradece com esta modalidade de plantio. Ela também diversifica a renda e a produção e protege a cobertura do solo para  a próxima safra, aumentando a matéria orgânica do solo.

Ainda sem saber o que fazer após o fim da safra? Temos um texto super interessante com esse assunto… confira:

O que fazer após o fim da safra? Confira

 

E o que mais se planta em conjunto no Brasil? De longe, milho e feijão, que podem ser realizados no mesmo dia, mas também estes com a abóbora moranga e quaisquer deles com o milho, um grão com produtividade a toda prova e o ano inteiro.

Conseguiu entender o que é um plantio consorciado? Em caso de dúvida , fale com um de nossos atendentes!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.