Produtor rural, você conhece tudo que pode fazer com seu produto após a colheita? A colheita é o momento mais aguardado pelo dono do cultivo, especialmente no caso daqueles que ainda estão dando seus primeiros passos no agronegócio, mas ela não representa o fim do trabalho.

Quer um auxílio ou uma consultoria para saber o que fazer nessa fase da sua safra? Clique aqui e envie uma mensagem para nós que entramos em contato para te ajudar.

A expectativa é saber se o resultado final da plantação será de qualidade ou se ainda faltou alguma coisa durante o processo para uma colheita melhor, e a colheita ainda tem que ser comercializada.

Com isso, uma colheita feita com cautela e atenção pode garantir produto de melhor qualidade e, por consequência, melhor preço no mercado.

As colheitas podem sem feitas de forma manual e mecanizada, sendo esta última a mais recorrente nos últimos anos. A colheita manual perdeu espaço também pela escassez de mão de obra no setor agropecuário.

Continue com a leitura e aprenda um pouco mais sobre o pós-colheita.

3 etapas do que fazer com seu produto após a colheita

Essas etapas se encaixam bem em qualquer tipo de produção rural.

Conservação dos grãos

Para reduzir as perdas de pós-colheita e também para aumentar o tempo de conservação dos grãos armazenados, é essencial conhecer os princípios de conservação desses produtos.

É importante saber que as práticas realizadas, do campo ao armazenamento, possam interferir diretamente na conservação dos grãos em pós-colheita.

Clique na imagem acima para conhecer as opções de silo disponíveis no mercado.

Os princípios de conservação de grãos em pós-colheita podem ser divididos em métodos preventivos e métodos curativos.
Embora os métodos curativos sejam importantes, as perdas em pós-colheita de grãos devem ser evitadas principalmente por meio da utilização de métodos preventivos de manejo.

Insetos e patógenos podem causar muitos danos aos grãos armazenados. Para manejar corretamente essas pragas e conservar ao máximo os grãos em pós-colheita, a prevenção é a melhor alternativa.

Armazenamento

Como falamos por aqui anteriormente, o bom armazenamento dos grãos é fundamental para uma boa produtividade.
A armazenagem de grãos é o processo de guardar os grãos produzidos com o intuito de preservar suas qualidades físicas e químicas desde a colheita até o abastecimento.

Resumidamente, esse processo envolve uma sequência de operações como limpeza, secagem, tratamento fitossanitário, transporte, classificação, entre outros.

Assim, a armazenagem é um dos meios mais eficazes de obter um produto fora de sua sazonalidade. Mas isso só é possível com uso de boas práticas de armazenamento, que garantem a conservação da qualidade física e fisiológica dos grãos, através de empresas sérias do setor, como é o nosso caso, mas não estamos aqui pra fazer jabá da Gran Milho. rs

Comercialização dos Grãos

Esse momento causa expectativa entre 10 de 10 agricultores, pois uma boa comercialização dos grãos faz com que o longo trabalho até o momento da venda seja compensado em ganhos financeiros que garantem a continuidade da produção da fazenda.

Existem inúmeras formas para obter mais rentabilidade na venda de grãos! E a diversificação dessas modalidades de comercialização pode diminuir os riscos para o produtor.

Os principais métodos de comercialização de grãos são:

  • Barter;
  • Hedge;
  • Pré-Fixação;
  • Vendas a fixar;
  • Pré-pagamento;
  • Comercialização via cooperativas;
  • Comercialização via Traders e Corretoras;
  • Internet.
Acima você pode conhecer mais sobre as modalidades de compra e venda de grãos que o mercado oferece.

Há muito trabalho a ser feito com seu produto após a colheita, não é mesmo? Ainda está na dúvida sobre o pós-colheita? Entre em contato com um de nossos consultores clicando aqui e tenha como aliado a experiência de mercado da Gran Milho na sua produção e venda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.