Quais os tipos de defensivos agrícolas? Hoje, os herbicidas, inseticidas e fungicidas são os defensivos mais utilizados, porém, existem também os acaricidas, que combatem os ácaros e os nematicidas usados contra os nematóides.

Precisa de um especialista para te ajudar na proteção da sua lavoura? Clique aqui e solicite contato.

Quer saber para que serve cada um desses defensivos e como identificar a necessidade de utilizá-los na sua plantação? É o que vamos esclarecer mais abaixo.

Os 3 tipos de defensivos agrícolas e o que fazem

Herbicida

Os herbicidas são os defensivos agrícolas utilizados no combate às plantas daninhas.

É muito comum que ervas indesejadas cresçam em meio à plantação e acabem prejudicando o crescimento e o rendimento das culturas, além de também trazerem transtornos na colheita e na venda dos produtos, que podem perder a qualidade ao competir com outras plantas no mesmo território.

Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Emprapa), as perdas estimadas causadas pelas plantas daninhas podem chegar a mais de 90% caso nenhum controle seja realizado.

Quando o espaço é pequeno, como uma horta, é possível tentar controlar a infestação tirando-as manualmente. Porém, em casos mais graves, apenas os herbicidas podem ser eficazes contra o problema.

Existem diversos tipos de herbicidas disponíveis no mercado com funcionalidades diferentes. Há alguns, por exemplo, que combatem todas as plantas, independentemente das suas características. Já outros são chamados de seletivos, pois controlam apenas ervas com determinadas particularidades, como folhas estreitas ou largas, o que é importante para proteger as plantas que precisam resistir à aplicação do defensivo.

Além da diferença relacionada ao tipo de planta que controlam, os herbicidas também se distinguem no que diz respeito ao tipo de uso e mecanismo de ação. Alguns são aplicados ainda antes do plantio, enquanto outros devem ter contato com as folhas da planta para poderem agir. O tempo que levam para mostrar resultados e o residual (período em que permanecem no solo) também são diferentes de acordo com cada tipo de herbicida.

Identificar a existência de ervas daninhas é um processo geralmente simples, pois elas costumam ser diferentes da cultura cultivada pelo produtor.

O processo mais complexo é diagnosticar de que espécie de planta se trata para, então, descobrir qual herbicida é a melhor solução. Nesta etapa, o ideal é contar com um profissional especializado. Você pode falar com um especialista nosso clicando aqui.

Inseticida

Como o próprio nome sugere, os inseticidas são os defensivos agrícolas responsáveis pelo controle dos insetos.

Nem sempre este tipo de praga causa danos significativos à plantação ― em alguns casos, os insetos benéficos podem ser até mesmo utilizados para fazer o controle biológico de outras pragas na lavoura. Porém, é necessário acompanhar atentamente para ter a dimensão do impacto dos insetos na produção.

Isso porque eles podem ser nocivos às plantas e representar perdas graves. Em algumas situações, os insetos sugam a seiva ou se alimentam de partes fundamentais delas, o que acaba prejudicando o seu desenvolvimento. Em outros casos, eles também podem introduzir doenças nas culturas.

Como ocorre com os herbicidas, os inseticidas também têm diversas funcionalidades. Alguns deles, por exemplo, são aplicados para conter determinada fase da vida do inseto, como ovos, larvas e adultos, enquanto outros agem sobre todas elas.

Os modos de ação também se diferem: há inseticidas sistêmicos, que são aplicados nas plantas, penetram nas folhas e depois acabam sendo consumidos pelos insetos, atingindo seu sistema nervoso; e também há aqueles em que a eliminação se dá apenas pelo contato do defensivo com a praga.

A presença de insetos na plantação costuma ser fácil de identificar, pois alguns deles são visíveis e outros deixam rastros, como furos nas folhas.

De qualquer forma, é sempre indicado consultar um profissional da área para diagnosticar de que inseto se trata e qual é a melhor solução para o problema.

Fungicida

Os fungicidas são os defensivos agrícolas que combatem a presença dos fungos na lavoura. Existem vários tipos de fungos e, geralmente, sua presença é diagnosticada quando as folhas, caules ou frutos apresentam manchas amareladas, brancas, marrons ou pretas.

Os fungos são prejudiciais às plantações porque afetam o desenvolvimento da produção e a qualidade do produto final. Porém, como ocorre com os insetos, alguns tipos de fungos também podem ser benéficos à lavoura, protegendo a plantação contra doenças. Por isso, é sempre importante avaliar cada situação com o suporte de um especialista.

Os fungicidas também têm mecanismos de ação diferentes entre si. Alguns são chamados de protetores ou não sistêmicos, pois combatem apenas os fungos e não são capazes de penetrar nas plantas, o que seria danoso a elas. Já os sistêmicos são absorvidos pelas plantas, mas apenas o suficiente para controlar os fungos e não prejudicá-las.

Quando comprar?

Historicamente, a venda de defensivos, e também os custos, são maiores no segundo semestre do ano, quando a safra de verão é iniciada.

Fique atento ao mercado, acompanhando a flutuação dos preços. Geralmente o valor cai fora do período da safra, já que a procura é menor nesse momento.

A compra antecipada de defensivos e outros insumos é uma prática que vem crescendo, especialmente quando o câmbio se apresenta favorável antes do começo da safra. Por isso, além do mercado nacional fique de olho no câmbio.

Onde consultar os defensivos agrícolas permitidos?

No Brasil, o processo de registro de um defensivo envolve avaliação toxicológica, que é de responsabilidade da Anvisa e do Ministério da Saúde, além de avaliação ambiental, responsabilidade do Ibama e do Ministério do Meio Ambiente.

É obrigatório também a avaliação agronômica, que avalia a eficácia contra as pragas-alvo, e a seletividade para as plantas cultivadas, que é realizada pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento.

Esse assunto é amplamente estudado e testado para garantir a segurança e eficácia dos defensivos agrícolas na proteção da lavoura.

Os defensivos são fundamentais para você, produtor, garantir a produtividade da sua lavoura!

A escolha dos produtos envolve conhecimento e planejamento, custo e qualidade devem sem ponderados para alcançar melhores resultados!

Ficou claro os tipos de defensivos agrícolas? Continue seguindo nosso blog e fique por dentro dos assuntos do agronegócio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.