Você conhece a diferença entre cereal e grão? Para começo de conversa, o cereal é um tipo específico de planta — quando se usa o termo “cereal”, ele se refere à planta toda. Já o grão é a semente que o cereal produz. Fácil assim!

Quer comprar, vender ou armazenar grãos? Entre em contato com a gente clicando aqui e conheça nossos serviços.

Mas há muito mais a se falar sobre esses dois, vamos descobrir?

Diferença: cereal e grão

Os cereais são um tipo de gramínea, um uma família de plantas que reúne mais de 6 mil espécies em todo o planeta, como o trigo, a aveia e a cevada. Todos eles podem ser moídos e virar farinha, dando origem a outros alimentos, como o pão e a cerveja.

Os cereais são vegetais muito importantes para a alimentação, pois seus grãos são ricos em carboidratos e armazenam energia na forma de amido.

Já o grão é uma semente pequena, dura, seca, com ou sem casca ou camada de fruto, colhida para consumo humano ou animal.

Os dois principais tipos de safras comerciais de grãos são cereais e leguminosas.

Vale a pena também esclarecer um outro ponto: plantas como feijão, ervilha e amendoim não podem ser chamadas de cereais — portanto, suas sementes não são grãos.

A razão é bem simples: eles não fazem parte da família das gramíneas — são, na verdade, da família das leguminosas. As sementes do feijão, da ervilha e do amendoim chamam-se apenas… sementes.

Exemplos de cereal, grão e semente

Grãos/Cereais

  • Aveia;
  • Arroz;
  • Milho;
  • Cevada;
  • Centeio;
  • Trigo.

Sementes

  • Feijão;
  • Ervilha;
  • Amendoim;
  • Soja;
  • Grão-de-bico;
  • Lentilha.

Diferenças nutricionais

Grãos

Esses alimentos caíram na graça dos brasileiros e seguidores da alimentação saudável.

Os grãos integrais são ricos em fibras alimentares, vitaminas e minerais responsáveis por tornarem nosso corpo saudável e nutrido.

Favorecem um emagrecimento saudável, completam o quadro nutricional necessário para o nosso bem-estar, previnem doenças crônicas e ajudam no funcionamento das funções do nosso organismo.

Além disso, a maioria desses alimentos é uma fonte incrível de ômega 3, um ácido graxo responsável pela saúde do cérebro e do coração.

Como consumir?

Esses alimentos podem ser acrescidos em saladas, iogurtes, porções de frutas, sucos naturais, vitaminas e sopas.

Cereais

Indicados para uma dieta saudável, esses alimentos também são ricos em fibras alimentares, as versões integrais, além dos carboidratos complexos que fornecem energia adequada para o nosso organismo.

São boas fontes de vitaminas, minerais, proteínas e gorduras “boas”, tais como ferro, cálcio, vitaminas A, C E e do complexo B, sendo essas substâncias responsáveis pela prevenção do câncer, controle do açúcar no sangue, fortalecem o sistema imunológico, protegem a visão e atuam no desenvolvimento dos nossos ossos e músculos.

Como consumir?

Esses cereais, tais quais o trigo, cevada e a aveia, por exemplo, podem sofrer o processo industrial e se tornarem farinhas, que também contribuem com a nossa alimentação.

Podem ser consumidos em sucos, vitaminas, saladas, porções de frutas etc.

Realmente existem várias diferenças entre cereal e grão, não é mesmo?

Continue seguindo nosso blog e fique por dentro de assuntos relacionados ao campo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.