Quando é a melhor hora para comercializar os grãos da última safra? Essa é a preocupação da maioria dos agricultores. A comercialização da safra sempre gera desafios e dúvidas para os produtores na hora da venda.

O preparo e planejamento da etapa da venda é tão importante quanto realizar um bom plantio e conduzir bem uma lavoura, pois ele está associado ao lucro obtido e a cobertura de gastos. Devido a isso, existem alguns fatores a serem analisados para se chegar à conclusão de qual a melhor hora para comercializar seus grãos.

Para superar os desafios enfrentados na hora da venda, entender o processo de negociação, conhecer as modalidades de venda de grãos e aumentar seus lucros, continue a leitura!

DESAFIOS DO PRODUTOR

Os custos de uma safra causam preocupação para o produtor rural, por isso é bom contar com um planejamento agrícola que norteia as estratégias e facilita as tomadas de decisão na fazenda, desde o plantio até a comercialização.

O processo de comercialização da safra começa, na verdade, muito antes do início da colheita ou mesmo do plantio.

O primeiro desafio do produtor rural que notamos desde que começamos a atuar nesse negócio é geralmente a compra dos insumos. O valor investido na compra de produtos agrícolas representa o maior custo da produção na safra, por isso, precisa de todo um preparo e planejamento.

Realizar essa compra à vista requer uma elevada quantia de dinheiro e a maioria dos produtores não têm disponível. O que acontece então é uma negociação entre o produtor que compromete uma parte de sua colheita futura e o vendedor que realiza a venda e recebe na colheita. Sendo assim, a comercialização da nova safra começa tão logo o agricultor terminou de colher a safra anterior.

Outro desafio é armazenar os grãos colhidos para esperar os melhores preços do mercado. As deficiências no sistema de armazenagem obrigam o produtor a vender quase a totalidade de sua safra no momento da colheita, quando os preços são mais baixos e os fretes mais elevados, pois quanto mais produtores produzem aquele grão (maior oferta), menor acaba sendo o preço de venda.

Seria de grande vantagem retardar a venda para um período de entressafra que os preços tendem a subir e os fretes a cair. Para isso é importante também uma boa armazenagem de grãos, como já falamos aqui.

Modalidades de venda

Durante a pandemia ocorreu em toda a economia global um cenário intensamente incerto, o que preocupou a todos, inclusive aos produtores rurais.

Essa situação exigiu melhor gestão da áreas agrícolas e estratégias certas para a comercialização dos grãos para alcançar o lucro desejado. Nunca antes conhecer as diversas modalidades de venda de grãos foi tão importante.

As modalidades de vendas são:

Barter

Significa “troca”, esse tipo de negociação acontece com antecedência, troca-se produtos agrícolas, como soja, milho e trigo, por insumos, sementes, fertilizantes, e o pagamento é feito com a entrega do grão após a colheita.

O número de sacas a serem entregues é acertado antecipadamente, estimando quantas serão necessárias para cobrir os custos dos insumos e os juros do empréstimo.

Venda antecipada

Fixa o preço por meio de contratos futuros, nessa modalidade o produtor negocia os grãos com alguma cooperativa ou empresa e “trava” preços. Normalmente entrega fisicamente o produto.

Esta é uma das modalidades que mais utilizamos aqui na Gran Milho, pois garante maior segurança financeira para ambas as partes que desde o começo têm em mente o preço final que irão pagar e receber.

Venda a fixar

Nessa modalidade o comprador antecipa o pagamento, contudo são descontados juros até a entrega dos grãos. A diferença entre o valor antecipado e os juros aplicados vira a remuneração do produtor rural.

Essa modalidade não é muito indicada, pois não dá muito lucro ao produtor.

Tradings e corretoras

Tradings e corretores (como nós) são instituições que vão ser responsáveis pela negociação tanto nacional quanto internacional dos grãos. Elas facilitam os processos de negociação e chegam a alternativas boas para os produtores e compradores.

Saber a hora certa de negociar depende menos de especulação e mais de gestão, assim, ter controle de custos e previsão de receitas futuras ajuda a elevar a lucratividade da produção de grãos.

Se ainda tem dúvidas sobre qual a melhor hora para comercializar seus grãos, entre em contato com um de nossos consultores, clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.