Você sabe como funciona o transporte de grãos? Quando você está no conforto do seu lar, fazendo uma refeição em família, raramente analisa com calma como aquele alimento chegou até sua casa, não é mesmo? Com certeza foi um longo caminho.

Vamos aprender um pouco mais sobre transporte de grãos?

O agronegócio é uma das bases da economia brasileira, e como toda atividade de grande porte, acarreta uma complexa estrutura para o seu bom funcionamento na cadeia produtiva, dentre esses processos está o transporte dos grãos.

Não é novidade que os caminhoneiros enfrentam diariamente diversos obstáculos no meio do caminho, seja por falta de estrutura nas estradas, exaustivas jornadas de trabalho e, muitas vezes, falta de segurança.

No transporte de grãos, além de todos os problemas enfrentados pelos caminhoneiros, como falta de estrutura da pista, falta de segurança nas estradas e exaustivas jornadas de trabalho, ainda há uma preocupação a mais: tomar muito cuidado com a carga para que ela não seja desperdiçada ao longo da viagem e, é justamente por isso que uma boa logística dessa etapa é fundamental.

Siga a leitura e entenda mais sobre assuntos como os tipos de carroceria ideais, armazenamento e muito mais! 

Como é feito o transporte de grãos no Brasil?

Para o mercado do agronegócios funcionar, a logística de transporte de grãos no Brasil é essencial. O processo é longo e inclui preparos, planejamento, plantio, colheita para então chegar ao transporte da mercadoria. — Contudo, todas essas etapas estão interligadas.

O agricultor precisa ter um bom planejamento para que estes grãos estejam com qualidade de excelência para distribuição. Um escoamento da carga que não é feito corretamente acarreta em gastos mais altos com armazenagem, por exemplo. Por isso, escolher a máquina correta neste processo também é importante. 

Um modelo muito utilizado é a bazuca para transporte de grãos justamente por ser mais resistente.  Além disso, a máquina possui uma estrutura que foi elaborada para suprir as demandas deste setor.

https://granmilho.com.br/o-que-faz-uma-corretora-de-graos/

Qual a forma mais eficiente de se transportar grãos?

Segundo o Contran, órgão regulador do setor no Brasil, o translado de grãos deve ser feito em veículos com carrocerias cujas guardas laterais sejam fechadas ou com telas metálicas com malhas de dimensões que impeçam o desperdício do material durante a viagem.

Além disso, a carga precisa estar coberta por uma lona ancorada à carroceria do veículo e, claro, em bom estado. 

Outro ponto importante está relacionado às dimensões dos veículos. Os dados relacionados aos tipos de carrocerias também são organizados pelo Contran e os motoristas devem seguir à risca para evitarem penalidades.

Um modelo muito utilizado é o graneleiro para transporte de grãos. 

Este tipo de carroceria possui grades laterais altas, o que ajuda no armazenamento da mercadoria durante a viagem.

Outra possibilidade para este tipo de carga é a caçamba basculante. Apesar de ser mais utilizada para transportar areia e terra, por exemplo, ela também pode ser eficiente no translado de produtos a granel.

De acordo com a Conab, o Brasil perde muito no transporte de grãos seja pelas más condições das rodovias, por frotas mal preparadas ou ainda por descuido dos motoristas dos caminhões.

Ao escolher o melhor sistema de transporte de grãos, contudo, as chances de ocorrer perdas durante o processo de translado são reduzidas.  

Escolhida a carroceria, então, utiliza-se a bazuca para o transporte de grãos dos silos até os caminhões que, por sua vez, seguem viagem.

Outra opção seria o transporte de grãos por dutos, que por sua vez, realizam o escoamento do material até o veículo de carga.

Recomendações Importantes

Transporte de Soja

Para que o grão de soja não seja comprometido no meio do caminho com o calor ou umidade, é essencial que a carroceria seja bem vedada. 

Em momento nenhum do trajeto a soja pode ter contato com chuva ou água proveniente de qualquer fonte, pois tal fato aumenta a probabilidade de surgimento de microrganismos prejudiciais à carga. 

Transporte de Trigo

O trigo não pode ficar muito tempo em trânsito, o que torna um desafio transportá-lo de um local ao outro. 

Por isso, um bom roterizador, é essencial no planejamento do translado da carga. Assim, é possível diminuir o tempo de estrada com trajetos mais eficientes e ainda aumentar a segurança, evitando locais perigosos.

Transporte de Milho

Neste caso tanto os caminhões graneleiros como os basculantes servem para o transporte da carga. Contudo é preciso ficar atento para não armazenar os grãos de milho em sacos, porque isso pode afetar o carregamento e descarregamento do mesmo.

A indústria do agronegócio é bem mais complicado do que parece, exigindo cada vez mais empresas e profissionais qualificados em todas as etapas de sua cadeia produtiva. Por isso a Gran Milho preza sempre pela excelência em todas as suas funções e na escolha de seus colaboradores!

Quer conhecer mais sobre essa área, que só cresce em nosso país? Continue seguindo nosso blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.